segunda-feira, setembro 04, 2006

A VIAGEM

Depois de tanto tempo em viagem sabe bem por os pés em terra firme.
Este foi o meu primeiro pensamento ao sair do avião.
Esta foi a minha primeira viagem de avião
O meu baptismo de voo!!!
E não podia ter começado de outra forma, tudo novo!
E tudo em grande, a começar pela duração da viagem!
Pois é, filhotes, aqui a mamã não começou a viajar de avião com dois meses de idade...
Nem viajava todos os anos e as viagens de avião não eram tão banais nem tão acessíveis.

Viajei na British Air e lembro-me que estava nervosa.
Não sei porque escolhi esta companhia, acho que foi indicação do papá.
Lembro-me da cara da funcionária a perguntar-me para quando queria a viagem e de ficar atónita quando lhe disse: ”Para daqui a 3 dias” e de quase cair da cadeira quando lhe disse: “E é só de ida” e a pergunta: “Tem a certeza?”
E eu “tinha a certeza?” Não, acho que nunca a tive, mas precisava de vir.

Falei com o papá ao telefone na véspera
Pela milésima vez, voltou a explicar-me o que tinha de fazer
Para mudar de terminal em Londres.
Também ele estava nervoso, incrédulo...
Lembro-me de fazer e refazer as malas.
Como fazer caber em 20 kgs roupas e coisas necessárias
Para iniciar uma nova vida
Num sítio tão diferente
Onde não sabemos o que vamos encontrar?
Lembro-me de não dormir com a excitação da aventura
Com o medo do que ia (ou não) encontrar.
Tinha tantas dúvidas, tanto medo...
Não queria deixar a minha avó sozinha... e não a podia trazer
E tinha de decidir a minha vida...

Lembro-me de chegar muito cedo ao aeroporto de Lisboa
De andar por lá a tentar perceber onde (e como) se fazia o check-in
Naquela altura ninguém podia ir connosco até ao check-in como agora.
Lembro-me de entrar no avião e olhar para tudo
E tentar perceber como é que “isto” se aguenta no ar???
Lembro-me que a minha mala de mão era muito pesada
Do meu dilema de como a colocar no compartimento por cima do meu lugar
Do sorriso simpático de um funcionário a perguntar-me se precisava de ajuda.

Recordo a imagem de Lisboa vista do ar
De me despedir a pensar quando regressaria.
E se regressaria de vez ou de férias...

De andar perdida às voltas em Heathrow (aeroporto de Londres)
A tentar perceber onde ia apanhar o autocarro para mudar de terminal
Recordo a antipatia britânica, o “gelo”
O episódio do jornal Diário de Notícias
Que estava na minha mão quando pus os braços no ar para a polícia me revistar
Porque o meu cinto e as minhas botas tinham metal
E aquilo apitou imenso
Do polícia que apareceu a correr e me arrancou literalmente, o jornal das mãos.
A minha cara de espanto e susto.
O jornal todo amassado...

A espera de quase 6 horas no aeroporto
Já a entrar em desespero...
O cansaço e, finalmente, voltar a entrar no avião
Desta vez para a parte longa da viagem!

A novidade da comida do avião
Que ainda hoje não gosto.
A volta ao estômago provocada pelo cheiro a omeleta já quase à chegada
Depois de 12 horas e tal fechada naquele avião.
As casas de banho do avião...
E a sensação de estar com uma grande ressaca ao sair do avião
Depois de tantas horas sem ter comido nada de jeito e sem ter dormido...
A frase “Terra firme” nunca tinha feito tanto sentido!

PS: Mudei o blog para beta e agora não consigo comentar os blogs que não são beta :( por isso desculpem a ausência :(
PS2: Descobri que quem me visita também não me consegue comentar. O pior é que não consigo voltar ao antigo ;( Alguém me ajuda??? Please???
PS3: Podem comentar se escolherem o other...

19 comentários:

Sandy disse...

Isto realmente é difícil colocar comentários...gostava muito de te ajudar, mas sou uma naba nestes assuntos.
Estava eu a dizer que estoua adorar a tua história.
Ando sempre na espectativa para saber mais um episódio.
E que bom é conhecer-te um pouco mais...
Beijos incríveis

NaRiZiNHo disse...

Bem, essa tua vida ;) tem muito que contar.
Lamento, não te posso ajudar :(
:-*

susana disse...

Bem que história...
a minha 1ª vez de aviaõ tb não foi muito melhor.......
alem do medo com que estava antes de embarcar anunciaram que devido a problemas com os travões do avião o voo era adiado uma hora ainda fiquei mais nervosa!!!!!!!!!

Bjs

Nina disse...

Vamos ver se o comentário fica:)
Estou ansiosa para ler o episódio do reencontro, a surpresa do desconhecido e a emoção do início de vida a dois:)
Beijinhos, querida
Nina

reborn disse...

Estou a gostar !
Beijinhos**************

Ana Paula disse...

Isso é que foi coragem, as valeu a pena!
beijinhos

teresa disse...

Puxa amiga! Que coragem!
Eu não a teria!
Adorei o post!
Mil beijinhos,
Teresa

abobrinhamaria disse...

Tou a adorar a tua história,acho que deverias registá-la,tal como está escrita,num caderninho,tá mesmo muito bem escrita e a tua capacidade de síntese é fantástica!!
Quero mais,quero mais,quero saber o reencontro...Parece uma história dos livros,tipo «Uma aventura em Macau» ou coisa assim,lol!!
Olha tb não percebo nada disso dos coments...beijokinhas

carla m. disse...

Não teria, provavelmente a tua coragem, realmente, o que fazemos por amor, hein?
Beijos
Ps- a ver se consigo comentar

Tânia disse...

Realmente, mulher de coragem!
E ainda bem, né?
Bjs

Amélia disse...

É esta a força do Amor, que nos impele para junto de quem gostamos! E valei a pena! É a tua família.
Mil beijinhos.

Pensamentos Felizes disse...

Olá
Mas que linda história de amor... por aqui é só suspiros :)
beijinhos
Cris

dixubo disse...

Pronto! Mais um post mais uma viagem!!! :))
Uma vez mais não me canso de dizer que é bonita e de louvar a tua coragem, e dá-nos que pensar! És definitivamente a prova de que quando se ama e acredita nas coisas é possível chegar mais longe e ser feliz! :))

Beijinhos

Anónimo disse...

olá...
desculpa se nao venho cá mais vezes mas como sabes quando temos filhos pequenos, por vezes fica dificil.
Nem o meu blog consigo, organizar,.
Estouaadorara tua história, continua quero saber um pouco mais.
Obrigado por teres ido ao meu cantinho.
Os filhotes estao bons? beijinhos
perdidosemafrica.blogs.sapo.pt

alice disse...

Histórias lindas. Não sei se teria coragem para partir assim.
PARABÉNS atrasados.Beijinhos

diana disse...

Que coragem amiga foi quase desembarcar no desconhecido.
bjs Diana mãe da Maria

Su disse...

Olá linda!

Em primeiro lugar, desculpa, mas não te sei ajudar, Sandra!! :( Espero que alguém consiga resolver o teu problema com o blog!

Depois... tu foste muito corajosa, Sandra... mas o amor dá-nos forças que não sabíamos existirem em nós! Sei que foi o amor que te levou a embarcar nessa aventura e sei também que hoje sentes que valeu a pena :)

Ah... conta lá... como foi, à saída do avião (ou melhor, do local onde se vão buscar as malas), encontrá-LO? :)

Beijinhos!
Su (e Lara)

Cláudia disse...

Vou tentar comentar.
Oieeeeee
Sem duvida tiveste uma coragem tremenda.
Beijinhos

Ângela disse...

Já pensaste em escrever um livro com a história da tua vida? A sério, tens jeito para escrever e sobretudo sabes como segurar o leitor e pô-lo a desejar a chegar ao fim!!!
Beijocas e pensa no que eu escrevi!