quarta-feira, agosto 30, 2006

A PONTA DO VÉU II

Saía de manhã da residência
Almoçava e jantava na cantina
Não queria cozinhar na residência
Só lá ia dormir
Continuava a sentir-me estranha
À sexta-feira à noite
Rumava para casa
Onde a minha avó me esperava
Foi um período difícil
Também para ela
E eu tão preocupada comigo
Com a minha nova vida
Nem dei por isso
Que ingrata me sinto hoje
De sexta-feira até domingo
Ficava em casa
O máximo que podia
A minha avó lavava-me a roupa
À mão que não tínhamos máquina
E na residência também não havia
Foi comprada cerca de um ano depois de eu lá estar
Eu ajudava a minha avó
Embora muitas vezes tivesse de estudar
Não saía muito
Não ia a bares e discotecas
Não bebia
Era “uma chata”
Sempre em casa
Comecei a ir ao cinema
À segunda-feira à noite
Quando o bilhete era mais barato
Porque eu vivia da bolsa
Com as amigas da residência
Recordo uma segunda-feira
Em que elas não queriam ir
E eu queria tanto
Já nem me lembro qual era o filme
Mas queria ir
Os “rapazes” do andar de baixo iam
E foram convidar-nos
E eu disse que não ia por elas não irem
Fui tão gozada
Chamada de parola
Senti-me tão envergonhada
O tal rapaz do Norte
Disse-me para ir
Que não fazia mal
Eramos todos amigos
E já nos conhecíamos há algum tempo
E eu fui, afinal era perto
O Mundial (cinema) era “logo ali”
Alguém me segurou a mão durante o filme
E eu retirei-a logo furiosa
E ofereceram-me pipocas
Que eu detesto e recusei
O filme acabou e voltei para a residência
Na universidade as coisas não corriam bem
Habituada a ser “a melhor”
Tinha dificuldades com esta aprendizagem
Faltavam-me algumas bases
Reminiscências de uma preparação insuficiente
Devido a um mau professor de matemática do 12 º ano
Professor que faltou muitas vezes
E não finalizou a matéria
Eu era do ano da PGA (Prova Global de Acesso)
E não tinha exames de aferição (agora exames nacionais)
Comecei a ficar triste
Com pouca capacidade de concentração
Mas a passar horas à noite na sala
A estudar, ou a tentar


PS1: Já me ri com as vossas suspeitas, estão enganadas! A cidade era Lisboa, já mencionei que a residência era em Picoas...
PS2: E, porque amanhã é um dia especial, o resto da história continua depois de amanhã

42 comentários:

Luísa disse...

Ena, será possível ser a primeira a comentar o teu blog, hoje ? hehehehe
Aqui continuo a seguir a história, à espera do fim ;)
bjs

x disse...

Oh, pá! Não nos deixes assim, tão curiosas!

Ah, como eu gostei daquela mãozinha no cinema às escuras ;)

Quanto ao gozo por seres "parola", acredita que grande parte deles, hoje, volvidos estes anos todos, ainda se devem lembrar disso e, agora, recordar-te não como mais uma mas sim como aquela rapariga simples e encantadora :)

Quando somos miúdas, essas atitudes são vistas de uma maneira bem criticável pelos outros jovens, mas anos mais tarde são atitudes que, de certa forma, nos valorizam até ;)

Quando eu andava no 9º ano (14 anos), tinha na minha escola uma turma de 8 rapazes de 12º ano de um curso profissional de mecânica (17/20 anos) que se "apaixonou" por mim. Sim, todos eles :) Uns mais fogosamente, outros mais pela minha maneira de ser, pelo meu jeitinho de menina querida; uns para namorarem mesmo, outros para serem apenas amigos coloridos ;) E um dia, só para tu veres, um deles, o mais velho, daqueles que me tratava como irmã, disse-me num tom tão sério que me arrepiou:

"Olha, nunca mudes muito que um dia ainda caso contigo!" Loooooool

Anos depois, encontrámo-nos. Ele já casado com uma gorducha bem simpática e pai de filhos. E voltou a olhar-me com aquele ar amoroso de quem sente um afecto imenso por alguém. Foi giro. E compreendi o que ele tinha querido dizer: é que miúdas para curtir, havia muitas, algumas bem mais apetecíveis do que eu, que usavam saltos altos, que se pintavam, que tinham longos cabelos, formas mais perfeitas, enfim! Mas pessoas para se dividir uma vida inteira, têm de ser mais bem escolhidas, segundo outros critérios. E quase sempre, para casar, eles preferem a mais calada, a mais sensata, a mais discreta ;)

Ai, já vai tão looooongo este comentário... Tenho de aprender a controlar-me. Aliás, quando começar o mestrado não vou ter mesmo tempo para estas divagações ;)

Beijinhos e parabéns pela história da tua vida ser tão gira :)

Piolha disse...

Passei por aqui... deixo um beijo e um xi de coração bem apertadinho!
:)

mãe tataruga disse...

Então, depois de amanhã cá estarei....mas amanhã tambem cá passo para saber porque é o dia tão especial!!!Acho que já sei mas não quero dizer. Lol
Beijinhos

Ludy disse...

Então amanha ca estarei para saber porque é um dia especial :)

Bjinhos

mamã Diana disse...

Quero ler mais! :)

Beijinhos.

Rita moreira disse...

isso n vale... e agora fico aqui a olhar especada p o monitor... quero mais!

bolacha disse...

O rapaz que te agarrou a mao no cimena era o rapaz chines?
Conta la tudo de uma vez, nao sabes que a malta é coriosa?
Beijokas
E tem um bom dia especial :)

Melody disse...

Bem se o atrevidote era o chines ainda vá que não vá agora se era o nortenho!!!!Ai, ai...
Bjs

Sandra disse...

Recordar é viver!...

Sabes que eu também era das chatas, não bebia, muito certinha e tal!...Deve ser do nome!

Respondo hoje ao teu desafio!

Beijinhos

Anna72 disse...

A famigerada PGA! Eu também tive que a fazer... GRRRR! Era um autêntico totoloto!

Nos tempos de faculdade também era assim muito bem comportadinha e não me arrependo :)

Beijocas e fico à espera da parte III

Carla Isabel disse...

Temos coisas parecidas!!!!

Ai e a famosa PGA....

Bjs
Carla

Cláudia disse...

Tou a adorar a tua historia de amor :)
Beijinho e até amanhã :P

dixubo disse...

*dixubo agarra-se ao post como a uma tela de cinema*

Mais! Mais! Mais! Mais! Mais! :))

******

NaRiZiNHo disse...

Linda, só falta a musica do Carlos Paião, Cinderela acompanhar esta tua história :)
Continua a deliciar-nos :-*

london girl disse...

Adorei a historia, fico anciosa a espera da proxima...

jocas londrinas

Alice disse...

Estou aqui ansiosa a aguardar o resto da história.
Um dia especial... hummm... ;)
Bjs

reborn disse...

Isto promete ;)
Beijinhossssssssssssss**************

Sofia disse...

Tambem fiquei ansiosa a aguardar o resto da historia :)
Beijinhos,

carla m. disse...

Es tão má, eu tou á espera do resto da historia, isso não se faz!!!
Não gostas de pipocas? Eu adorooooo,
beijos

sorrisos da minha alma disse...

Voltando das férias... e dar conta como tinha saudades de te ler...
Quero a história todaaaaa.

:-) Beijocas

mãe gabi disse...

estou a adorar a historia...e não tenho nehum palpite em especial...apenas que foram bons amigos e se clhar ainda o são...palpita me que seja o padrinho de um dos teus filhos!
beijos amanha venho ler o resto!

Jane & Cia disse...

Parece que se adivinha uma emocionante parte III.
Será que vem da china???

Olha estou a tentar desmamar o João, agora que fez 9 meses e já faz todas as refeições. Ele não mama durante o dia, mas durante a noite é um viciado e com sorte dorme três horas. Não sei muito bem por onde começar, visto que experimentei dar-lhe o biberão e ele grita desalmadamente...

Se tiveres algum conselho.

rute28 disse...

Fazes aniversário de casamento é??Fico á espero do resto da história,adoro histórias!!

Jane & Cia disse...

... Li o nome do pai ali ao lado... acho que às vezes os sentimentos transformam-se...
será?

Páginas escondidas disse...

epá..
temos artista!!!
Tou curiosa!!! :)

Nosso Mais Que Tudo disse...

Hum... kero ler os proximos capitulos!!
;)

Jinhos

Bailarina disse...

olha eu passo cá todos os dias mas nem sp o teu blog me deixa postar é dificil o gajo!!beijos, tou a adorar ler te

RAlabaça disse...

Isso não se faz! Estava tão bem a ler que agora ficava aqui a ler tudo até ao fim.

Bjs

Tânia disse...

Grande suspense!
Bjs

Mãezana disse...

estou curiosissima.....e parabens pela escrita!
Amanha deve haver aniversário...hummmm

Ana Guida disse...

tou a adorar ler esta historia...fez-me lembrar os meus tempos de univ ;) e o tal José é o agora marido, certo? bjns*

Miduxe disse...

Isto mata-nos de curiosidade!!!
Eu também tive PGA mas safei-me à grande!!!
Até amanhã.....
bjs

Cláu disse...

Bem, isso é que é manter o suspense.
Jokinhas

DIANA - MÃE DA MARIA disse...

Eu também fiz a PGA!

kikas disse...

Bem já me pus dentro da história, amanhã venho cá espreitar o final...ai se a curiosidade matasse :-))
Gosto mesmo da forma como escreves :-))
Beijocas grandes

Mãe Frenética disse...

Histórias contadas em episódios não valem!! Deixam cá uma curiosidade!...

Rica avó tu tinhas, lavar-te a roupa à mão... sorte... :)

rutebruno disse...

vais demoras muito a acabar????????? vou e fico com a curiosidade, como é????????
será que é a tua avó que faz anos?????????????????
não percebo nada.
ou será a tua mãe???????
uma mulher é!!!!
certo????????????????
ai, ai

Piquinota disse...

Aguarda-se!!Aguarda-se!!!:)

Safei-me da PGA!:P

Jinhos

Beguinha disse...

Tb eu um dia deixei o meu lugar e vim para a "cidade grande". E por cá vivemos uma outra vida e crescemos sem parar.

Grilinha disse...

Continua...continua... bjs

Nina disse...

Tb eu sou do tempo da PGA, a primeira em 1988:)